Caravana da resistência percorre municípios do Alto Sertão

Escrito por Luana Capistrano Ligado .

O dia 20 de dezembro de 2019 entra na história como dia D de luta por direitos, no Alto Sertão de Sergipe. As cidades de Canindé de São Francisco, Porto da Folha e Gararu foram palco da luta e resistência do magistério na cobrança por seus direitos.

 

 

Diante de um cenário de atraso e parcelamento de salários, além da negação de reajuste do piso e outros direitos trabalhistas, professores e professoras das redes municipais de Canindé, Porto da Folha e Gararu deliberaram, em assembleias ocorridas no início deste mês, que no dia 20 de dezembro a aula seria na rua, com paralisação de atividades e atos. E assim nasceu a Caravana da Resistência do Alto Sertão.

O ponto de partida da Caravana foi à cidade de Canindé de São Francisco, depois educadores e educadoras seguiram para Porto da Folha e finalizaram o roteiro da resistência em Gararu. Em todos os municípios os educadores foram até as respectivas prefeituras e protocolaram ofícios, nos quais exigem audiências com as gestões municipais, a fim de abrir canal de diálogo e negociações sobre a pauta de luta de cada município.

"A caravana da resistência marcou o sertão sergipano com as reivindicações do magistério que exige respeito e valorização" afirma o professor Cloverton Santos, coordenador geral da subsede do SINTESE, na região do Sertão.